26 de setembro de 2008

A falha de Marx e o apogeu do Tchan

Tenho a impressão de que no Brasil a mulher que possui a bunda grande usufrui de mais poder e direito que o restante dos seres mortais desbundados. Claro que o tamanho grande já lhe confere, naturalmente, maior espaço na sociedade, pelo menos, geometricamente falando. Em certas situações estreitas, como dentro de um ônibus, num beco, num corredor, no empurra empurra de um supermercado ou avenida de carnaval, a mulher bunduda leva vantagem sempre. Não há como concorrer.Trata-se de um bundagopólio. Talvez por isso, por na prática, no cotidiano perceber esse poder de obter mais espaço que qualquer outro ali do seu lado, a mulher bunduda acaba experimentanto um certo sentimento de superioridade. Como em nossoa cultura, o homem, reformulando inconscientemente a psicologia da Gestalt, considera a bunda não só diferente, como também mais importante do que a soma de todas as outras partes do corpo feminino, por motivos quem nem Gilberto Freyre soube explicar, e é visualmente controlado pela trajetória que a bunda percorre, em qualquer tempo e espaço, a mulher que detém esse atributo, passa a exercer domínio sobre indivíduos do sexo masculino e, por conseguinte, sobre a sociedade, o que a faz viver à exceção da teoria de Darwin, pois não precisa se adaptar a nada para sobreviver.
Acho, portanto, que a bunda, tomando como perspectiva seu volume e consistência, constitui, na sociedade brasileira, um fator determinante da posicão social da mulher, entendendo-se por isso status e controle social, o que significa que Marx estava bundásticamente equivocado quando achou que as condições materiais é que determinavam a situação social dos indivíduos.
Na verdade, Marx falhou porque não visitou o Brasil nem conheceu Carla Perez. Perdeu a oportunidade de ampliar sua teoria por viver enfronhado e alienado no meio de tanta inglesinha chulada.
Aqui na Bahia, ah... na Bahia...quem tem bunda manda, que tem juízo sai da frente.

4 comentários:

tai disse...

a gente acha que escreve bem, aí a gente lê um negócio desses e fica com a cara no chão.

você é genial!

Nei Ken iti Schimada disse...

Ou seja, o ponto de vista da bunda e' reto!

Nan. disse...

.Se junto com a bunda tiver massa cinzenta, ok.
mas se for só a bunda, acredito que o encanto acaba na primeira troca de palavras...

Tõ-errada-ou-não-tô!

(amoo-te ler!)

Chantinon disse...

A relação bunda-sociedade faz entender pq esse país é um "*"
Na verdade estamos vivendo uma idiotização global.

Pessoas me falam que odeiam aquela música, mas vão aos shows porque todos vão. Odeiam determinado lugar e companhias, mas sempre vão nesses lugares, porque todos vão.

É o efeito manada que chegou a geração y.

Meu filho que tem 16 anos... Outro dia me deixou de cabelo em pé...
Ele disse:
-Essa Rihanna tem a mesma voz do Stephen Hawking, ela deve usar aquela caixinha que ele usa.

Só a bunda salva essa Rihanna.
O que seria de nossa sociedade sem bundas?

Hahah!